sexta-feira, 27 de março de 2015

Dicas para preservar o meio ambiente

Imagem: sxc.hu
Imagem: sxc.hu
“Apenas quando a última árvore for derrubada, quando o último peixe for morto e quando o último rio secar, o homem irá descobrir que dinheiro não se come.”                                                                                           (Provérbio indígena)

Segundo os pesquisadores, a situação do meio ambiente é cada dia mais alarmante, apesar do esforço para a conscientização ecológica nos últimos anos em todo o mundo. As ações de recuperação são lentas e estão em descompasso com a velocidade de deterioração dos ecossistemas. Os problemas são muitos: a água está em processo de escassez; a poluição está se agravando; a biodiversidade está sendo reduzida, com várias espécies da fauna e da flora entrando em extinção; a desertificação de grandes áreas no planeta está aumentando; as questões climáticas estão se agravando, com fenômenos naturais cada vez mais severos e incomuns; a produtividade do solo está diminuindo e o desmatamento mundial está em proporções gigantescas.
No Brasil, por exemplo, restam apenas 8,5% de Mata Atlântica original em 17 estados brasileiros. Um levantamento recente feito pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e pela ONG SOS Mata Atlântica, esta semana, mostrou que a devastação da Mata Atlântica atingiu a maior taxa desde 2008, com um aumento de 29% em relação à última pesquisa feita há dois anos. Ou seja: mesmo com tantas campanhas contra o desmatamento, a situação não melhora. Em relação à água, uma questão crucial e de extrema urgência a nível global, apenas 3% da disponível no planeta é doce. E apenas um terço dela – presente nos rios, lagos, lençóis freáticos superficiais e atmosfera – é acessível. E pesquisas mostram que este bem está se reduzindo drasticamente, o que muito provavelmente significará uma escassez de água mundial em poucas décadas.
Para que possamos mudar esta realidade, é preciso que cada um faça a sua parte em prol da preservação ambiental. Pequenas atitudes podem fazer toda a diferença quando se tornam um hábito de toda a sociedade. Pensar e agir de forma sustentável é apenas o começo. Veja a seguir algumas dicas para ajudar o meio ambiente.

-         Não desperdice água: desligue a torneira quando estiver escovando os dentes ou lavando a louça; não deixe torneiras pingando, providencie seu conserto; desligue o chuveiro quando estiver se ensaboando; não use água para ficar horas lavando o carro ou o quintal; jamais desperdice água deixando-a escapar sem nenhuma utilização; aproveite a água da máquina de lavar para lavar o quintal e, se possível, capte a água da chuva para utilizar no di-a-dia.
-         Não jogue lixo em qualquer lugar: este é um hábito que causa danos ao meio ambiente e também enormes transtornos à população. Jogar lixo nas ruas ou em locais inapropriados causa a contaminação da água e do solo – consequentemente, de diversos alimentos que consumimos. Além disso, o lixo nas ruas é a principal causa de inundações nas grandes cidades.
Para se ter uma ideia, veja abaixo o tempo de degradação pelo meio ambiente de alguns materiais:
Nylon: de 30 a 40 anos
Copinhos de plástico: de 200 a 450 anos
Latas de alumínio: de 100 a 500 anos
Tampinhas de garrafa: de 100 a 500 anos
Pilhas e baterias: de 100 a 500 anos
Garrafas de plástico: mais de 500 anos
Vidro: indeterminado
Madeira pintada:13 anos
Fralda descartável: 600 anos
Pneus: indeterminado
E lembre-se: o lixo nas ruas é a principal causa de inundações nas grandes cidades. E quando for ao mercado, procure sempre comprar itens biodegradáveis, que são mais facilmente eliminados pela natureza.
-         Recicle: Dezenas de itens podem ser reciclados no nosso dia-a-dia e, muitas vezes, não nos damos conta disso. Utilize embalagens recicláveis (refrigerantes de vidro ao invés dos que vem em garafas pet, por exemplo); quando for ao mercado, leve sacolas reutilizáveis, dispensando as de plástico; na hora de cozinhar, aproveite tudo que é possível dos alimentos, inclusive as cascas que produzem ótimas receitas; não jogue materiais que não lhe servem mais no lixo, procure uma forma de reutilizar ou doe-os; use a criatividade e crie objetos decorativos e utensílios domésticos a partir de garrafas de plástico e outros materiais. E mais uma dica importante: separe o lixo em casa e coloque na rua no dia da coleta seletiva em seu bairro. Faça a sua parte!
-         Cuide da nossa fauna: Não compre e nem tenha animais silvestre em casa e respeite os períodos de proibição da pesca.
-         Utilize menos energia elétrica: Quando menos energia a humanidade necessitar, menos será necessário produzi-la, o que normalmente causa grandes impactos ambientais. Por isso, apague as luzes sempre quando houver luminosidade natural ou quando você não estiver no cômodo; use o ar-condicionado apenas nos dias quentes; desligue os aparelhos que não estiver utilizando e verifique sobrecargas na sua residência.
-         Contribua para a diminuição da poluição do ar: Deixe o carro em casa (ajuda a melhorar o trânsito também!) e vá trabalhar de ônibus, bicicleta ou a pé. As duas últimas opções, além de contribuirem com o meio ambiente, ainda são excelentes formas de exercício para a saúde.
 -         Ajude nossa flora: Reverter os danos causados por séculos de desmatamento será uma das questões mais complexas da sustentabilidade. No entanto, você pode ajudar fazendo a sua parte e não cortando árvores sem autorização, o que é considerado crime ambiental. Preserve a vegetação nativa, nunca desmate e nem coloque fogo nas plantas. Além disso, você também pode ajudar contribuindo com o plantio de árvores em áreas desmatadas. Há diversas ONGs que promovem este trabalho. Informe-se!
A conscientização e a mudança de atitude por parte da sociedade são fundamentais na luta para amenizar os estragos já causados e evitar novos e maiores danos ao meio ambiente. Eduque seus filhos para pensar de forma sustentável e criar uma geração mais preocupada com os problemas ecológicos.
Faça a sua parte enquanto há tempo, antes que a situação ambiental se torne irreversível.
Reduza os desperdícios e contribua para um planeta mais saudável para seus filhos, netos e bisnetos!
fonte: http://www.telelistas.net/blog/dicas-para-preservar-o-meio-ambiente/

Nenhum comentário:

Postar um comentário