domingo, 27 de abril de 2014

Homenagem ao açude dos Crescêncios

A vida foi te dada... na retirada de tuas propriedades: o barro, as plantas, os animais... mas, a vida foi te dada...para dar vida a outros seres, inclusive a mim... A vida foi te dada... para brilhar com os raios do Sol refletindo em ti e enchendo os olhos de quem te vê... A vida foi te dada ... para hoje com o descaso, a mesma vida que te foi dada, te seja retirada aos poucos para que doa mais ainda... É lentamente que tu estás morrendo... Tão lento quanto foi construído... E é lentamente que meu coração morre ao te ver morrer... Meu Açude...

Poema da professora Ana Célia Sá, apresentado no Programa Cpaco e o Debate Ambiental do dia 26 de abril de 2014

O Açude dos Crescêncios fica localizado na entrada de São Benedito, no norte da cidade, saída para Ibiapina. O assoreamento e poluição estão pondo em risco esse açude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário